A expressividade das despesas com educação no orçamento do Governo Federal do Brasil

  • Orion Augusto Platt Neto
  • Flávio da Cruz

Resumo

As despesas do Governo Federal com educação representam valores expressivos na composição do orçamento público. Neste artigo é feita, entre outras, a seguinte pergunta: “Qual é de fato a expressividade mensurável das despesas com educação, comparativamente às demais despesas da União?”. Busca-se responder a esta questão por meio da identificação, da apresentação e da análise de dados e informações da Contabilidade Pública emitidos pela Secretaria do Tesouro Nacional. O objetivo do artigo é identificar e analisar os valores e a expressividade das despesas empenhadas na função educação do orçamento do Governo Federal referentes ao ano de 2006, comparando-as às demais despesas públicas relevantes. É verificado, ainda, o cumprimento da aplicação mínima constitucional em ensino. Os dados e as informações dos demonstrativos analisados permitiram perceber que as despesas com educação são a quinta maior (R$ 17,3 bilhões). Todavia, seu valor apresenta expressividade baixa, representando apenas 2,2% do total das despesas orçamentárias. No exercício financeiro de 2006, a União cumpriu os dois limites constitucionais de aplicação mínima de receitas de impostos na manutenção e desenvolvimento do ensino.

Biografia do Autor

Orion Augusto Platt Neto
Professor adjunto do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), contador, Mestre em Gestão de Negócios e Doutor em Inteligência Organizacional (PPGEP/UFSC). Ex-contador e auditor do Serviço Público Federal.
Flávio da Cruz
Professor titular do Departamento de Ciências Contábeis da UFSC. Contador e Mestre em Administração Pública (CPGA/UFSC). Ex-contador de prefeituras e ex-servidor do Tribunal de Contas de Santa Catarina.
Publicado
2012-03-12
Como Citar
NETO, Orion Augusto Platt; DA CRUZ, Flávio. A expressividade das despesas com educação no orçamento do Governo Federal do Brasil. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 173, p. 50-63, mar. 2012. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/820>. Acesso em: 07 dez. 2021.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.