A auditoria da contabilidade criativa

  • José Paulo Cosenza
  • Ivan Ricardo Guevara Grateron

Resumo

A auditoria vem tendo um papel de grande importância no contexto internacional, já que o crescimento e o desenvolvimento da profissão de contador na atividade de auditoria têm influenciado a expansão e a credibilidade dos mercados financeiros e de capitais.Por isso, a percepção dos auditores sobre os diferenciados aspectos que envolvem o fenômeno contabilidade criativa resulta de relevante importância no contexto econômico e social, principalmente diante do quadro atual onde a atividade de auditoria está sendo amplamente questionada. Neste trabalho, apresentam-se e analisam-se, sob diversas perspectivas, os principais fatos associados ao tema contabilidade criativa, earnings management, na terminologia anglo-saxônica. Também se interpretam determinados aspectos causados por tais práticas, principalmente a visão que teriam os auditores sobre esse fenômeno e a expectativa que a maioria dos usuários tem em relação ao papel do auditor na detecção e divulgação desses fatos em seu parecer de auditoria.Além disso, comentam-se as incidências que as práticas de contabilidade criativa utilizadas têm para o processo decisório, tendo como parâmetros a ética profissional, o ponto de vista do auditor e a expectativa dos usuários da informação contábil. Para isso, se discutirá a posição dos auditores frente aos usuários da informação, comentando sua importância quanto à existência da contabilidade criativa nas demonstrações contábeis de seus clientes, seja de forma oculta ou evidente, e a necessidade de o auditor informar tal fato no seu parecer de auditoria. Analisar-se-á, principalmente, o grau de responsabilidade que estes profissionais estariam dispostos a assumir pela existência de práticas de contabilidade criativa nos relatórios financeiros dos seus clientes.A mais importante conclusão que a análise permite deduzir é que, embora os auditores independentes reconheçam a importância do problema da manipulação das demonstrações contábeis, não consideram esteaspecto na formação dos auditores iniciantes e tampouco no seu planejamento de auditoria. Além disso, rejeitam qualquer tipo de responsabilidade pelas conseqüências que tais práticas criativas possam causar nas demonstrações contábeis das companhias que são auditadas por eles.

Biografia do Autor

José Paulo Cosenza
É contador, professor e doutorando em Finanças e Contabilidade
Ivan Ricardo Guevara Grateron
É contador, professor e doutorando em Finanças e Contabilidade.
Como Citar
COSENZA, José Paulo; GRATERON, Ivan Ricardo Guevara. A auditoria da contabilidade criativa. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 143, p. 42-61, ago. 2011. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/500>. Acesso em: 22 abr. 2019.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.