Fatores determinantes da rentabilidade bancária: análise dos maiores bancos brasileiros no período de 2007 a 2017

  • Me. Welber de Carvalho Batista Conselho Federal de Contabilidade
  • Dr. Carlos Filipe Magalhães Bastos Mota Conselho Federal de Contabilidade
  • Dra. Mônica Campos Conselho Federal de Contabilidade

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar os fatores determinantes da rentabilidade do setor bancário brasileiro, medido por três indicadores: Rentabilidade dos Ativos (return on assets - ROA), Rentabilidade do Capital Próprio (return on equity - ROE) e Margem Líquida dos Juros (Net Interest Margin - NIM). A metodologia explicativa das variáveis selecionadas consiste em um modelo econométrico que combina as características específicas dos bancos, elementos setoriais e variáveis macroeconômicas, obtendo-se estimativas com recurso aos mínimos quadrados ordinários Panel Least Squares-Painel(PLS) com efeitos fixos.  A amostra é constituída por dados semestrais de um painel dos dez maiores bancos do Brasil em ativos totais, no período compreendido entre 2007 a 2017. Os resultados  indicam que a rentabilidade das instituições bancárias brasileiras depende da evolução das suas variáveis específicas, sendo entretanto grandemente influenciada pelos determinantes macroeconômicos, cuja significância estatística é recorrente. Contudo, a preponderância dos fatores explicativos para as proxies da rentabilidade (ROA, ROE e NIM) não foi uniforme. Os fatores que melhor explicam o indicador ROA são a qualidade dos ativos e a variável exógena do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto que  para o indicador ROE acrescem-se duas variáveis internas: alavancagem financeira e eficiência. Quando a medida da rentabilidade utilizada é o indicador NIM, as regressões evidenciam um nível explicativo global superior com as seguintes variáveis específicas: alavancagem financeira, qualidade do ativo, liquidez, custo do financiamento e estrutura do ativo, influenciando,  significativamente, na rentabilidade. Destaca-se também a importância da concentração bancária, do crescimento do PIB e, em menor grau, da taxa de juro e inflação como determinantes do NIM.

Biografia do Autor

Me. Welber de Carvalho Batista, Conselho Federal de Contabilidade
Graduação Ciências Contábeis pela Universidade do Estado de Mato Grosso/Unemat (2008), Especialização em Gestão de Auditoria e Controladoria no Setor Público - Faculdade Afirmativo de Cuiabá (MT) (2010), Mestrado em Finanças e Contabilidade em Portugal pelo Instituto Politécnico do Porto - Iscap/IPP. Contador - IFMT/Campo Novo do Parecis. Tem experiência na área de Administração Pública, com ênfase em Contadoria, Orçamento, Auditoria, Controle Interno e Finanças Públicas. http://lattes.cnpq.br/5186420617665586 E-mail: welber.batista@cnp.ifmt.edu.br
Dr. Carlos Filipe Magalhães Bastos Mota, Conselho Federal de Contabilidade
Licenciado em Economia, Mestre em Finanças e Doutorado em Gestão. Professor Adjunto da área científica de Gestão, grupo de disciplinas de Gestão Financeira no Iscap. Foi professor na Universidade Portucalense. Foi Diretor, Administrador e membro de Conselhos Fiscais de diversas empresas: BPSM, BNP/Paribas, BIC/BES, BPN, Cimenta, Procapital, Serviços Municipalizados de Gondomar, etc. Tem sido formador em cursos promovidos pelo Ceiscap. https://www.iscap.pt/siteceiscap/index.php/bolsaformadores/tutor/58-carlos-mota E-mail: cmota@iscap.ipp.pt
Dra. Mônica Campos, Conselho Federal de Contabilidade
Graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2007) e Especialização em Auditoria e Perícia Contábil- Unic (2011) e em Mercado de Capitais e Derivativos- UFMT (2012). Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal Paraná- UFPR (2015). Doutorado em Contabilidade no Programa de Pós-graduação em Contabilidade da Universidade Federal do Paraná (PPGCONT-UFPR) na área de concentração em Contabilidade e Finanças. Atualmente é professora auxiliar na Universidade do Estado de Mato Grosso no Departamento de Ciências Contábeis. http://lattes.cnpq.br/2693029301741540 E-mail: monica.campos_cic@hotmail.com
Publicado
2019-10-31
Como Citar
BATISTA, Me. Welber de Carvalho; MOTA, Dr. Carlos Filipe Magalhães Bastos; CAMPOS, Dra. Mônica. Fatores determinantes da rentabilidade bancária: análise dos maiores bancos brasileiros no período de 2007 a 2017. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 239, p. 38-53, out. 2019. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/1899>. Acesso em: 20 nov. 2019. doi: https://doi.org/10.17648/rbc-vol0n239-1899.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.