Capital Social das sociedades cooperativas: reclassificação contábil

  • Massao Hashimoto Conselho Federal de Contabilidade

Resumo

O artigo demonstra a preocupação das Sociedades Cooperativas ao terem que reclassificar as cotas-partes do Capital Social para o Passivo Financeiro, com isso, influenciando diretamente nos indicadores econômicos, os quais são apresentados pelas cooperativas para fins de crédito e relacionamento com fornecedores, clientes e credores. Por outro lado, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) prorrogou por mais um ano a adoção da reclassificação das cota-partes das Sociedades Cooperativas (até dezembro/2017), com grande possibilidade de vir a ser exigida a partir de 2018, pela interpretação literal da IAS 32, interpretada pela Ifric 2.
Publicado
2017-12-21
Como Citar
HASHIMOTO, Massao. Capital Social das sociedades cooperativas: reclassificação contábil. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 228, p. 28-37, dez. 2017. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/1644>. Acesso em: 16 out. 2018.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.