Governança corporativa nas empresas familiares: as possibilidades de erros estratégicos devido à concentração de poder

  • Leonardo Fabris Lugoboni Conselho Federal de Contabilidade - CFC
  • Marcus Vinicius Moreira Zittei Conselho Federal de Contabilidade
  • Juliano Augusto Orsi de Araújo Conselho Federal de Contabilidade
  • Fabiana da Silva D' Áuria Conselho Federal de Contabilidade

Resumo

O presente estudo tem por objetivo compreender se a concentração de poder dos executivos de uma empresa familiar pode ocasionar erros estratégicos e a forma pela qual o desenvolvimento de mecanismos de governança corporativa influenciam a tomada de decisão e se podem minimizar os problemas de concentração de poder. Adotou-se o estudo multicaso focado na análise de empresas familiares, governança corporativa e concentração de poder. As evidências foram levantadas a partir de entrevistas semiestruturadas formadas por dez questões abertas. Os pontos abordados baseiam-se nos conceitos de governança corporativa, como segregação de função (conflitos de interesses), sucessão empresarial, contratação de colaboradores e as atribuições de um conselho de administração. Para o tratamento dos dados, recorreu-se à técnica de análise temática do conteúdo das entrevistas, o que indicou que as empresas estudadas apresentam avanço no sentido de implementação de mecanismos de governança, de acordo com as práticas contábeis e melhorias nos controles internos para atendimento à legislação. 

Biografia do Autor

Leonardo Fabris Lugoboni, Conselho Federal de Contabilidade - CFC
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Administração da FEA-USP; mestre em administração de empresas pela USCS; graduado em Administração de empresas pela Fundação Santo André. Orientador da Pós-Graduação do Insper e coordenador e professor da Pós-Graduação da Fecap. Trabalha, principalmente, com os seguintes temas: planejamento estratégico, gestão de indicadores de desempenho, controladoria estratégica e sustentabilidade. leo_fabris@hotmail.com
Marcus Vinicius Moreira Zittei, Conselho Federal de Contabilidade
Graduado em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário FIEO e mestre em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Fecap, é doutorando em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau (Furb). Atualmente é sócio do Escritório Contábil JL Zittei SS Ltda. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Ciências Contábeis, trabalha, principalmente, com os seguintes temas: governo eletrônico, empresas contábeis, tecnologia da informação e contabilidade tributária.marcuszittei@zittei.com.br 
Juliano Augusto Orsi de Araújo, Conselho Federal de Contabilidade
Mestre em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Álvares Penteado (Fecap), é especialista em Controladoria Estratégica pela Universidade São Judas Tadeu . Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade São Francisco e atualmente é professor mestre da  Faculdades Atibaia (FAAT) e da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap). É sócio da Express Contábil S/S Ltda e tem experiência na área de Administração, com ênfase em Ciências Contábeis.juliano@expresscontabil.com.br
Fabiana da Silva D' Áuria, Conselho Federal de Contabilidade
Aluna do Programa de Pós-Graduação lato sensu em Controladoria da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap).marcuszittei@gmail.com
Publicado
2016-07-11
Como Citar
LUGOBONI, Leonardo Fabris et al. Governança corporativa nas empresas familiares: as possibilidades de erros estratégicos devido à concentração de poder. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 219, p. 22-35, jul. 2016. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/1395>. Acesso em: 01 out. 2020.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.