O Exame de Suficiência contábil na percepção dos inscritos que se submeteram à prova no Distrito Federal

  • Idalberto José das Neves Júnior Conselho Federal de Contabilidade - CFC
  • Simone Alves Moreira Conselho Federal de Contabilidade
  • Roberto Gonçalves dos Reis Conselho Federal de Contabilidade
  • Rogério Lacerda de Faria Conselho Federal de Contabilidade

Resumo

O Exame de Suficiência exerce um papel relevante na vida profissional do egresso do curso de Ciências Contábeis, pois a sua aprovação constitui um dos requisitos para a obtenção de registro profissional em Conselho Regional de Contabilidade. Esse exame, segundo a Resolução CFC n.º 1.301/2010, Art. 1º, é a prova de equalização destinada a comprovar a obtenção de conhecimentos médios, consoante os conteúdos programáticos desenvolvidos no curso de Ciências Contábeis e no curso de Técnico em Contabilidade. Dentro desse contexto, este estudo objetiva analisar a percepção dos respondentes quanto à importância do Exame de Suficiência como ferramenta de avaliação de qualidade na formação profissional do contador. Para tanto, realizou-se uma pesquisa de campo, contando com uma amostra de 79 respondentes. Na análise dos dados, é possível observar que 86% dos respondentes concordam ou concordam totalmente que o futuro contador precisa ser avaliado para ingressar no mercado de trabalho; 59% concordam ou concordam totalmente que o Exame de Suficiência assegura a entrada de profissionais qualificados no mercado de trabalho; e 54% concordam ou concordam totalmente que ele tem condições de demonstrar que os aprovados estão preparados para o exercício profissional. 

Biografia do Autor

Idalberto José das Neves Júnior, Conselho Federal de Contabilidade - CFC
Mestre em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação pela Universidade Católica de Brasília, graduado em Ciências Contábeis e Tecnologia em Processamento de Dados. É professor do curso de Ciências Contábeis da Universidade Católica de Brasília, contador, gerente de Divisão da Diretoria de Controladoria do Banco do Brasil.
Simone Alves Moreira, Conselho Federal de Contabilidade
Especialista em Auditoria e Perícia, graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Brasília. É contadora e escriturária do Banco do Brasil.
Roberto Gonçalves dos Reis, Conselho Federal de Contabilidade
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Brasília (UCB), é servidor público da Secretaria de Estado de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude do Distrito Federal.
Rogério Lacerda de Faria, Conselho Federal de Contabilidade
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Brasília (UCB) e pós-graduado em Segurança Pública e Privada pelo Instituto de Ciências Sociais e Humanas (ICSH) - Cesb, é contador da J.P. Araújo Contabilidade Eireli - EPP.
Publicado
2015-12-03
Como Citar
JÚNIOR, Idalberto José das Neves et al. O Exame de Suficiência contábil na percepção dos inscritos que se submeteram à prova no Distrito Federal. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 215, p. 82-98, dez. 2015. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/1324>. Acesso em: 07 dez. 2021.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.