Um estudo sobre os modelos de mensuração do impairment test dos atios imobilizados e intangíveis das empresas da BM&FBovespa listados na NYSE

  • John David Ferreira dos Santos Conselho Federal de Contabilidade - CFC
  • José Humberto do Nascimento Cruz Conselho Federal de Contabilidade - CFC
  • Márcia Ferreira Neves Tavares Conselho Federal de Contabilidade - CFC

Resumo

O estudo identificou e analisou os modelos de mensuração aplicados no impairment test das empresas listadas na BM&FBovespa que também estão listadas na NYSE, em 2011, objetivando demonstrar quais foram os critérios mais utilizados no cálculo do valor recuperável sobre os ativos imobilizados e intangíveis. Foram selecionadas vinte e duas empresas para análise. A pesquisa caracterizou-se como descritiva, utilizando-se dados secundários, com abordagem de análise quantitativa e qualitativa. Foi constatado que uma empresa adotou o Valor Líquido de Venda, quinze utilizaram o Valor em Uso e seis não especificaram claramente o modelo aplicado para determinar o valor recuperável. De forma geral, todas as empresas analisadas, apesar de adotarem os preceitos de mensuração do teste de  impairment dispostos no CPC01 – R1 e na IAS 36, não divulgaram, detalhadamente, os valores apurados ou como o teste foi operacionalizado, de modo a proporcionar um entendimento claro e completo de como foram obtidos os resultados demonstrados nas notas explicativas, isto é, não forneceram informações suficientes que propiciassem um maior aprofundamento das razões pelas quais as companhias adotaram um ou outro modelo.

Biografia do Autor

John David Ferreira dos Santos, Conselho Federal de Contabilidade - CFC
Graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual da Paraíba (2012).
José Humberto do Nascimento Cruz, Conselho Federal de Contabilidade - CFC
Possui mestrado em Ciências Contábeis (Unb), especialização em Auditoria Fiscal e Tributária (UFPE), graduação em Ciências Contábeis (UFMT) e curso de Contabilidade Internacional no Setor Público e Privado pelo CFC/UNB (2008 e 2009). Atualmente é membro do GTCON/PE e docente da UEPB, Faculdade de Timbaúba e Faculdade dos Guararapes. Também é contador da Secretaria de Educação/PE.
Márcia Ferreira Neves Tavares, Conselho Federal de Contabilidade - CFC
Graduada e mestre em Ciências Contábeis pela UFPE. Professora do Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da UFPE. Doutoranda em Ciências Contábeis pelo programa Multiinstitucional e Inter-regional da Unb/UFPB/UFRN. Sócia da Ferreira & Associados Auditores Independentes. Palestrante do CRCPE e membro da European Accounting Association.
Publicado
2014-06-02
Como Citar
DOS SANTOS, John David Ferreira; CRUZ, José Humberto do Nascimento; TAVARES, Márcia Ferreira Neves. Um estudo sobre os modelos de mensuração do impairment test dos atios imobilizados e intangíveis das empresas da BM&FBovespa listados na NYSE. Revista Brasileira de Contabilidade, [S.l.], n. 206, p. 88-101, jun. 2014. ISSN 2526-8414. Disponível em: <http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/1151>. Acesso em: 20 abr. 2019.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.